CONSULTORIA PBQP-H

Está faltando financiamento para tocar as suas obras e financiar as vendas? A Consultoria PBQP-H nas suas Obras abre as portas para o sistema financeiro e protege os seus imóveis de ações dos proprietários e condomínios.

Nesta página você verá os seguintes assuntos com aplicação direta para implantação do PBQP-H na sua construtora:

O que é o PBQP-H
Os desperdícios na construção civil
Quais os benefícios do PBQP-H
Como ocorre a certificação do PBQP-H
Qual a diferença no PBQP-H entre o nível “A” e o nível “B”?
Benefícios da cerificação PBQP-H
Consultoria PBQP-H
O que é preciso ter para se certificar no PBQP-H?
Como implantar o PBQP-H?
Quem faz a documentação do PBQP-H?
A consultoria PBQP-H é on line, presencial ou híbrida?
Case de sucesso
Auditoria interna PBQP-H
Treinamentos PBQP-H
Como realizamos os treinamentos PBQP-H
Treinamentos no PBQP-H que realizamos
Perguntas frequentes em PBQP-H
Onde se aplica o PBQP-H?
Qual a diferença do Programa Casa Verde Amarela para o Minha Casa Minha Vida?

Quer mais informações? – Fale com nosso Auditor

PBQP-H

O QUE É O PBQP-H

O PBQP-H é um programa certificável instituído pelo Ministério das Cidades com uma estrutura semelhante à norma ISO 9001, porém com requisitos específicos para a construção civil, uma vez que seus campos de aplicação são Edificações, Saneamento e Obras de arte.

O Banco Central do Brasil e o Ministério das Cidades autorizam os agentes financeiros a operarem o Programa Casa Verde Amarela (ex-Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV)) e estes por sua vez, colocam como requisito para o repasse de verba que as Construtoras tenham o PBQP-H no habitat implantado e certificado.

A implantação do PBQP-H não é como alguns chegam a pensar que é uma Certidão Negativa ou uma Licença tipo a Ambiental, assemelha-se mais a implantação de uma norma ISO de sistemas de gestão, porém com itens específicos para a Construção Civil (Edificações, Saneamento e Obras de Arte).

DESPERDÍCIOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL
DE EMPREENDIMENTOS

30

Há referências sobre desperdícios médios na execução das obras de 30%. A construção civil no Brasil é uma das campeãs em desperdícios de todos os tipos.

O QUE É DESPERDÍCIO?

Desperdício significa o uso de insumos acima do realmente necessário ou o uso incorreto dos insumos.
As consequências disso não se limitam às perdas de materiais.
Significam também retrabalhos e perda de tempo além de não atenderem as normas do produto.

AONDE ACONTECEM OS DESPERDÍCIOS?

Os desperdícios na construção civil englobam:

Materiais como concreto, reboco, tijolos, madeira, aço, revestimentos e acabamentos que lotam os Papa-entulhos e precisam de um gerenciamento específico para atender ao CONAMA 307

Desperdício incorporado, que é não obedecer o projeto, por exemplo, numa laje projetada para ter 10 cm de espessura, mas que é concretada com 11 cm, embora ao final nenhum desperdício seja visível, na verdade, essa laje consumiu 10% mais concreto e aço do que deveria ter consumido. E não há sobras de material à vista, mas o desperdício aconteceu

Movimentação desnecessária de materiais dentro do canteiro

Movimentação desnecessária de trabalhadores dentro do canteiro, do tipo busca, leva, agacha, levanta, sobe e desce de andaimes

Retrabalhos de serviços que acarretam um consumo além do previsto em materiais e mão-de-obra

As unidades habitacionais ficam prontas, mas com defeitos, por exemplo não atendem as normas de desempenho ABNT 15.575 ou defeitos aparentes identificados pelos clientes

PORTANTO, DESPERDÍCIO É BEM MAIS DO QUE O ENTULHO, SIMPLESMENTE!

QUAIS AS CAUSAS DESTES DESPERDÍCIOS?

As causas destes desperdícios provem de falhas em:

Projetos, com sub ou superdimensionamento das estruturas, sem integração dos projetos, ou sem detalhes que exigem soluções em obra como recortes de alvenarias e revestimentos, ou ainda troca de peças e materiais

Gerenciamento que promove a cultura do “mais vale sobrar do faltar” ou “já compra mais uns três que é pra não faltar”. Isto é oriundo da falta de um orçamento detalhado que não permite uma compra exata

Materiais de baixa qualidade, que competem pelo menor preço

Mão de obra com baixa qualificação, uma vez que o setor é porta de entrada para o mercado de trabalho e isto se reflete, por exemplo, nas irregularidades da alvenaria que depois tem de ser niveladas com reboco, o que acarreta maior consumo de argamassa e mão-de-obra

Acidentes de trabalho encarecendo os custos com a mão-de-obra e o INSS que elevam o FAP (Fator Acidentário Previdenciário)

O resultado final é que os empreendimentos não atendem as normas técnicas como a ABNT NBR ISO 15.575:2013
Os custos são repassados aos clientes e as construtoras ficam expostas a Lei 8.078 – Código de Defesa do Consumidor.

O Método K está validado em certificações PBQP-H!

QUAIS OS BENEFÍCIOS DO PBQP-H?

Entre os principais benefícios citamos:

A implantação e certificação do PBQP-H dá acesso aos recursos do Governo Federal para a execução de Obras

Fornece uma estrutura para melhorar a medição e o monitoramento dos desperdícios nos processos construtivos

Estrutura oportunidades para aumentar a satisfação dos clientes

Estrutura a implantação da norma ABNT NBR 14037:2011, que rege a elaboração dos manuais de uso, operação e manutenção de edificações. Muito importante para deixar claras as condições de garantia e direitos e deveres de ambas as partes

Benefícios PBQP-H

Outro benefício é que estrutura a implantação da norma ABNT NBR 5674:2012 que estabelece os requisitos para a gestão do sistema de manutenção de edificações

A gestão do sistema de manutenção de manutenção inclui meios para:

Preservar as características originais da edificação

Prevenir a perda de desempenho decorrente da degradação dos seus sistemas, elementos ou componentes

Prevenir a perda de desempenho decorrente da degradação dos seus sistemas, elementos ou componentes

Estrutura a implantação das normas ABNT NBR 15575: 2013 composta das seguintes partes

1

A Parte 1 estabelece os requisitos e critérios de desempenho aplicáveis às edificações habitacionais

2

A Parte 2 se aplica ao sistema estrutural da edificação habitacional

3

A Parte 3 aplica-se ao sistema de pisos da edificação habitacional

4

A Parte 4 estabelece os requisitos, os critérios e os métodos para a avaliação do desempenho de sistemas de vedações verticais interna e externas (SVVIE) de edificações

5

A parte 5 estabelece os requisitos e critérios de desempenho de coberturas para edificações

6

A Parte 6 aplica-se ao sistema hidrossanitário

Certificação PBQP-H

COMO OCORRE A CERTIFICAÇÃO DO PBQP-H

A certificação no PBQP-H segue as mesmas regras de uma certificação das normas “ISO”:

1

A Construtora escolhe os serviços de um Órgão Certificador acreditado pelo INMETRO para um contrato de 3 anos

2

A construtora opta pela certificação nível “A” ou “B” (veja logo abaixo)

3

Agendada a pré-auditoria para verificar se a Construtora tem condições de seguir para a certificação do PBQP-H

4

Uma vez confirmada as condições de seguir a Certificação, a Construtora e o Órgão Certificador agendam a Auditoria de Certificação

QUAL A DIFERENÇA NO PBQP-H ENTRE O NÍVEL “A” E O NÍVEL “B”?

O PBQP-H é um sistema evolutivo de certificação formado pelos níveis “B” e “A”.

Para os agentes financeiros não há diferença uma construtora estar certificada no nível “A” ou “nível “B’”, exceto pelo fato de que se a construtora já está num patamar de 1.000 unidades contratadas eles exigem que a construtora passe para o nível “A“ .

Tecnicamente ao:

Nível “B” aplica-se 55% da totalidade dos requisitos, 18% de forma parcial e outros 26% não são necessários

Nível “A” aplica-se integralmente todos os requisitos do PBQP-H e há a necessidade de controlar pelo menos 27 serviços e 20 materiais

Níveis PBQP-H

Além da diferença da quantidade de requisitos contidos nas seções e subseções entre os níveis “A” e “B” também há uma diferença entre a quantidade de materiais e serviços que devem ser controlados nos níveis.

A lista de serviços controlados deve ser formada por no mínimo uma lista de 27 serviços indicados pelo PBQP-H que abrangem as etapas da obra: Serviços preliminares, fundações, estrutura, vedações verticais, vedações horizontais, esquadrias, pintura e sistemas prediais.

  • O Nível “B” requer o atendimento a 40% desta lista de serviços, e;
  • O Nível “A” requer o atendimento a 100% desta lista de serviços.

A lista de materiais controlados deve ser formada por uma lista mínima de 20 materiais que afetem tanto a qualidade dos seus serviços de obra controlados, quanto a da obra:

  • O Nível “B” requer o atendimento a 50% desta lista de materiais, e;
  • O Nível “A” requer o atendimento a 100% desta lista de materiais.

    O nosso serviço não é gerar papel para entreter o auditor e sim obter a certificação ISO 45001 com resultados para você e sua empresa!

    Quer mais informações sobre a nossa Consultoria ISO 45001? – Fale com um de nossos Consultores!

    Entre em contato conosco através do formulário abaixo, ou telefone 51 9 9985 9473 | 51 9 9961 2192 | 51 3347 7819 e e-mail contato@konrad.com.br

    Benefícios PBQP-H

    BENEFÍCIOS DA CERTIFICAÇÃO PBQP-H

    A Certificação PBQP-H tem os seguintes benefícios:

    1

    Viabiliza obter contratos com o sistema financeiro nacional que exige certificação

    2

    Abre as portas para se certificar no Programa Casa Verde Amarela (Ex - Programa Minha Casa, Minha Vida)

    3

    Demonstra compromisso com a qualidade e a satisfação do cliente

    4

    Valida que a Construtora possui um sistema de gestão da qualidade reconhecido a nível nacional e pelo sistema financeiro

    5

    Melhora a visibilidade no mercado

    CONSULTORIA PBQP-H

    O QUE É PRECISO TER PARA SE CERTIFICAR NO PBQP-H?
    Os pré-requisitos para a construtora se certificar no PBQP-H são:

    1

    Ter as atividades de construção civil destacadas no contrato social;

    2

    Possuir CNAE de Construção

    3

    Possuir ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) em nome da Construtora que está buscando a certificação do PBQP-H

    4

    5

    TER AO MENOS UMA OBRA INICIANDO NA ÉPOCA DA CERTIFICAÇÃO

    DICA 1: Recomendamos que a construtora comece o PBQP-H no inicio da construção de uma obra pois há pouca movimentação de materiais e pessoas

    DICA 2: Solicite a certificação no Nível “B” porque é há menos requisitos a serem auditados e a obra está “descendo”, isto é na fase das fundações. À medida que entram os recursos e a construtora cresce, o sistema financeiro automaticamente obriga as construtoras a evoluírem para o nível “A”, mas neste ponto as construtoras já estão com mais experiência no PBQP-H

    DICA 3: Utilize as instruções do SiAC para a quantidade mínima de materiais e serviços controlados, que requer em:

    Serviços controlados:

    • 05 serviços de obra documentados, por exemplo: 1. Compactação de aterro; 2. Locação de obra; 3. Execução de fundação; 4. Execução de fôrma, e; 5. Montagem de armadura, com pessoal treinado e registros de aplicação;
    • 03 dos serviços em execução, por exemplo: 1. Compactação de aterro; 2. Locação de obra; 3. Execução de fundação, com pessoal treinado e registros de aplicação.

    Materiais controlados:

    • 05 dos materiais controlados, com pessoal treinado e registros da sua aplicação;
    • 03 dos materiais em aplicação, com pessoal treinado e registros de aplicação.

    COMO IMPLANTAR O PBQP-H?

    Nossa Consultoria PBQP-H utiliza o Método K para implantação do PBQP-H e representa a nossa experiência em Consultoria desde 1993 para implantar sistemas de gestão que trazem resultados além da certificação.

    O Método K insere os requisitos do PBQP-H nos processos da sua construtora funcionando de modo transparente.

    O sistema de gestão da sua construtora pode não estar estruturado como o PBQP-H requer, não ter alguns requisitos ou até exceder o próprio PBQP-H.
    Ao implantar o PBQP-H, o Método K reconhece o que já está implantado na sua construtora e completa o necessário.

    Implantar PBQP-H

    O método K para implantação do PBQP-H, tem 3 características:

    1

    Adapta o PBQP-H à construtora integrando seus requisitos nos processos – “Não é tamanho único”

    2

    Utiliza as Normas Regulamentadores (NR’s) e requisitos já implantados na construtora para atender ao PBQP-H

    3

    Melhora os processos de gestão das Obras pela construtora para atender ao PBQP-H

    Como consequência:

    Não acrescenta custos de manutenção após a certificação PBQP-H

    Não implanta um sistema paralelo ao dia-a-dia da empresa

    O Método K está validado em certificações desde 1993!

    Documentação PBQP-H

    QUEM FAZ A DOCUMENTAÇÃO NA CONSULTORIA PBQP-H?

    A documentação é elaborada pelos responsáveis dos processos sob a orientação e os modelos da KONRAD.

    Através dos muitos anos de experiência em sistemas de gestão, a KONRAD disponibiliza vários documentos padrões necessários para a Certificação PBQP-H.

    Nosso serviço não é gerar papel para entreter o auditor!

    A CONSULTORIA PBQP-H É ON LINE, PRESENCIAL OU HÍBRIDA?

    A Consultoria PBQP-H é realizada de forma, on line, presencial ou híbrida ajustada de comum acordo entre a construtora e a Konrad.

    CASE DE SUCESSO

    História de uma construtora que se certificou através dos nossos serviços em 40 dias!

    Case de sucesso PBQP-H

    O cliente em questão fazia parte de um grupo que construía em vários estados do Brasil utilizando a certificação da Matriz.

    A partir de um determinado momento a Matriz teve negado seu acesso ao sistema financeiro e por decorrência todas as demais filiais.

    Uma filial nos procurou e explicou a sua necessidade.

    Iniciamos a consultoria do PBQP-H primeiramente cotando com as certificadoras para ver o primeiro espaço na agenda e na sequencia iniciamos os trabalhos na sua 1ª obra de 64 unidades que estava na etapa de demarcações.

    Os trabalhos culminaram com a sua Certificação no Nível “B” em apenas 40 dias.

    Com isto, este cliente se desvinculou da Matriz e hoje gerencia todas suas obras de maneira independente.

    Passados 3 anos, na sua 1ª recertificação o agente financeiro exigiu que a construtora passasse para o Nível “A” uma vez que já tinha passado das 1.000 unidade contratadas.

    Isto representa um crescimento de + de 1.600%.

    Este é um exemplo típico dos vários trabalhos que já fizemos aplicando o Método K, e oferecemos também a você, pessoa que decide ou está encarregada em selecionar uma Consultoria PBQP-H, para que com isto tenha sucesso na sua escolha, seja reconhecido e promovido.

    AUDITORIA INTERNA PBQP-H

    A auditoria interna do PBQP-H é um dos requisitos e deve ser realizada previamente a vinda da certificadora.

    A auditoria interna do PBQP-H está prevista na seção 9 e é aplicável na sua íntegra tanto ao Nível B como ao Nível A.

    Como realizamos as Auditorias Internas PBQP-H

    Nossas Auditorias internas do PBQP-H são realizadas de forma on line ou presencial conforme está previsto na norma de auditorias ISO 19011:2018 e seguem os mesmos protocolos de uma Auditoria das Certificadoras PBQP-H credenciadas pelo INMETRO.

    A realização de uma auditoria interna do PBQP-H exige treinamento, experiência e tempo para a sua realização, por isto a melhor opção em termos de custo x benefício é a construtora contratar este serviço terceirizado.

    Auditoria PBQP-H

    AUDITORIA INTERNA PBQP-H

    COMO REALIZAMOS OS TREINAMENTOS PBQP-H

    Nossos treinamentos PBQP-H seguem uma estrutura do PDCA (Plan – Do – Check – Act):

    • Em Plan, o Instrutor expõe os conceitos básicos sobre o assunto que está sendo tratado;
    • Em Do, o Instrutor apresenta um tema para trabalho em grupo;
    • Em Check, o grupo apresenta o seu trabalho para os demais, e;
    • Em Act, o Instrutor complementa e/ou corrige o conteúdo das apresentações.

    TREINAMENTOS NO PBQP-H QUE REALIZAMOS:

    Auditor Interno PBQP-H.

    ONDE SE APLICA O PBQP-H?

    O Regimento do Sistema de Avaliação da Conformidade – SiAC em seu Anexo 1, Artigo 5º reza: “Os escopos de certificação dos diferentes subsetores da especialidade técnica Execução de Obras são os seguintes:

    I – subsetor obras de edificações:
    a) execução de obras de edificações;

    II – subsetor obras de saneamento básico:
    a) execução de obras de saneamento básico;

    III – subsetor obras viárias e obras de arte especiais:
    a) execução de obras viárias;
    b) execução de obras de arte especiais.

    QUAL A DIFERENÇA DO PROGRAMA CASA VERDE AMARELA PARA O MINHA CASA MINHA VIDA?

    Casa Verde Amarela

    Fonte: instagram.com/casaverdeeamarelabr

    Veja a matéria em nosso Blog sobre este tema, clique aqui

    POR QUE CONTRATAR A NOSSA AUDITORIA INTERNA

    Nossas auditorias são conduzidas por auditores especialistas na área. auditamos de uma maneira coerente considerando o que é relevante para o negócio, os processos da empresa e as incertezas que cercam uma auditoria com um profundo conhecimento da ISO 45001.

    No final da auditoria, na reunião de encerramento, é entregue o relatório de auditoria esclarecendo o PDCA ( Plan-Do-Check-Act) de cada processo e do sistema de gestão da qualidade com os relatos dos eventos ( conformidades, não conformidades, melhorias e observações).

    Conheça nossoa perfis no Linkedin.

    NOSSA AUDITORIA É MAIS RIGOROSA PARA PROTEGER O SISTEMA DE GESTÃO, DO QUE A AUDITORIA DA CERTIFICADORA E NÃO AUDITAMOS SOMENTE PAPEL, AUDITAMOS PROCESSOS!

    A Konrad ganhou a confiança de Clientes de todos os tamanhos.

    Azevedo Schonhofen Construtor
    Concresul
    Viero
    Nex Group
    MELNICK EVEN
    Zagonel
    Sotrin
    Lotus
    FW Terra
    HP
    CONCRISA: Certificada no PBQP-H
    PROCON Construções: PBQP-H

    Deixe aqui suas dúvidas, críticas e comentários: