O que é a ISO 22000 ?

By 13 de março de 2018 julho 9th, 2019 ISO 22000

Um dos maiores desafios das empresas de alimentos é gerar credibilidade na hora de comercializar com clientes e consumidores. Alimento é o tipo de produto que o consumidor só tem certeza que está bom, após tê-lo consumido – e se arriscar a passar mal. Sendo assim, as empresas precisam garantir que seus produtos estão em conformidade com a segurança. E isso se faz através das normas de segurança de alimentos.

Afinal, por que usar a ISO 22000?

Credibilidade e confiança para fazer negócios

A ISO 22000 a primeira norma internacional de gestão de segurança de alimentos da história!

Uma norma ISO significa que o padrão é internacional, ou seja, os mesmos requisitos são aplicados no mundo inteiro, são auditados da mesma forma e facilitam o comércio entre os países. Por analogia, é como falar inglês, o idioma universal.

Empresas que são certificadas desfrutam de credibilidade, pois o mercado acredita que são capazes de controlar os perigos inerentes ao processamento de alimentos, e que entregam produtos seguros no momento do uso ou consumo. Porque o processo de certificação e o comprometimento da alta direção asseguram que os requisitos são mantidos e melhorados, e que isso pode ser claramente demonstrado a clientes, autoridades sanitárias.

As normas também são uma forma de levar melhorias até os fornecedores, que passam a atender os critérios especificados, e assim, os requisitos vão sendo absorvidos em toda a cadeia produtiva, gerando um impacto de melhoria da qualidade em todos os níveis.

ISO 22000 – Uma única norma para todos os alimentos.

A norma é aplicável a organizações de todos os portes, de todos os elos da cadeia de alimentos, quer seja para alimentação humana ou animal. Desde o elo agrícola, passando pelas indústrias de transformação, transportadores, distribuidores, armazenamento até chegar aos serviços de alimentação.

Não existe outra norma de segurança de alimentos que cubra todo esse escopo.

As normas internacionais adotam um texto que permite incluir organizações de todos os tipos e portes. Isso possibilita que uma organização mantenha sua forma de operação, sem “engessar” seus procedimentos. Não significa ser menos exigente, mas sim, mais abrangente e mais inteligente, de simples operação.

A indústria vem sendo a grande utilizadora da ISO 22000, mas existem pequenos negócios que já implementaram e estão satisfeitos, como por exemplo, o Restaurante Akuaba, em Maceió, Alagoas, cujo escopo abrange as moquecas de peixe, ou as lanchonetes da rede de cinema Zon Lusomondo, de Portugal, que cobrem a venda de “ingênuas” pipocas, guloseimas e salgadinhos para os consumidores que frequentam mais de 20 cinemas da rede.

Fácil integração com as outras normas ISO de sistema de gestão e normas aceitas pelo GFSI.

Os requisitos de sistema de gestão pela ISO 22000 são os mesmos, por exemplo, da ISO 9001 e da ISO 14001. Isso facilita o uso integrado das normas, pois uma vez atendido esse requisito para uma norma, haverá estrutura suficiente para atender as demais, bastando poucos ajustes.

A revisão 2015 das normas ISO 9001 e ISO 14001, que adotou uma estrutura de alto nível, com a mesma numeração de cláusulas, e com a mesma sequência de assuntos, irá facilitar ainda mais a integração de normas. Tal estrutura de alto nível também está sendo aplicada para a próxima revisão da ISO 22000, cuja previsão de publicação é para outubro a novembro de 2018, e também para todas as outras normas de sistemas de gestão.

Ao adotar o mesmo número de cláusulas e a mesma sequência de assuntos, a estrutura de alto nível também irá contribuir com os usuários, que terão mais facilidade de entendimento dos requisitos.

E também, as normas da família ISO 22000 são componentes do esquema de certificação FSSC 22000, necessário para ser fornecedor de grandes multinacionais de alimentos, vinculados às diretrizes da Global Food Safety Iniciative (GFSI).

A ISO 22000 está consolidada

O nível internacional, o escopo abrangente e a facilidade de integração com outras normas ISO, são as principais razões que tornam a ISO 22000 a norma mais usada no mundo pelas empresas de alimentos.

Mais de 30.500 certificados foram emitidos da ISO 22000, conforme o ISO Survey de 2014, distribuídos da seguinte forma:

  • Ásia (oeste e pacífico): 14.257
  • Europa: 10.654
  • Ásia (centro e sul): 2.373
  • África: 1.130
  • América do Sul e Central: 754
  • Oriente Médio: 752
  • América do Norte: 580

Como na América do Sul ainda é baixo o número de empresas certificadas, podemos concluir que ter certificação na ISO 22000 ainda é um fator diferencial de mercado para as empresas brasileiras.

Autoria: Silvia Berenguer – Química industrial de alimentos, auditora líder ISO 22000, HACCP, ISO 9001, ISO 14001.

Deixe seu comentário

VOLTAR AO TOPO