Consultoria ISO 45001

Nesta página você vai encontrar uma descrição do que é a ISO 45001, seus benefícios e dos nossos serviços de Consultoria ISO 45001, úteis para que sua empresa se certifique na norma ISO 45001:2018 - Sistemas de gestão de segurança e saúde ocupacional.

Use o menu abaixo para acessar diretamente o assunto desejado:

ISO 45001
CERTIFICAÇÃO ISO 45001
BENEFÍCIOS DA ISO 45001
BENEFÍCIOS DA CERTIFICAÇÃO ISO 45001
CONSULTORIA DA KONRAD
PERGUNTAS FREQUENTES
CLIENTES

Os serviços de Consultoria ISO 45001 apresentam o nosso Método K  metodologia para implantação da ISO 45001 e representam nossa experiência de Consultoria desde 1993 para implantar sistemas de gestão de uma maneira rápida, simples e objetiva . Nosso serviço não é gerar papel e sistemas paralelos ao funcionamento do dia-a-dia da sua Construtora.

ISO 45001:2018

O nível de Saúde e Segurança no ambiente de trabalho afeta a motivação das pessoas, a produtividade da empresa

e o quanto a empresa paga ao  Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) através da alíquota  Fator Acidentário Previdenciário (FAP).

O FAP é um indicador do INSS sobre a performance das empresas em  Saúde e Segurança Ocupacional (SSO).

Um FAP com alíquota 1,0000 significa que a empresa tem um desempenho padrão em SSO no seu Clasificação Nacional das Atividades Econômicas (CNAE).  Um FAP acima de 1,0000 até 2,0000 significa que a empresa está sendo penalizada pelo INSS e abaixo de 1,0000 até o limite de 0,5000 o INSS está fornecendo um bônus pelo desempenho superior ao seu desempenho.

Um Orgão Certificador divulgou os resultados de uma pesquisa dos fatores que mais impactam no FAP. Veja os dados abaixo.
A implantação da norma ISO 45001 estrutura uma forma para reduzir os custos com o INSS!

Estão na seção de Controle Operacional

estão na seção de Identificação dos Perigos, Avaliação dos riscos e Determinação dos controles

estão na seção de Investigação de Incidentes, não conformidade, ação corretiva e ação preventiva

A ISO 45001 foi publicada em 12 de Março de 2018 e substitui a OHSAS 18001, referência anterior para saúde e segurança no local de trabalho. As organizações já certificadas na OHSAS 18001 terão três anos para cumprir a nova norma ISO 45001.

O índice geral da ISO 45001 é:

Escopo
O escopo deve descrever o que o sistema de Gestão da Saúde e Segurança Ocupacional engloba, isto é, os limites e a fronteira do sistema.

Contexto da organização
Nesta seção a organização deve considerar os fatores possíveis que podem afetar os resultados, o desempenho e a continuidade do seu sistema de saúde e segurança ocupacional – SSO.
Para isto deve ser analisada:

  • A organização e seu contexto;
  • As necessidades e expectativas dos trabalhadores e outras partes interessadas.

Liderança e participação dos trabalhadores
Esta seção requer que a alta direção se comprometa com os aspectos mais críticos da SSO.

Planejamento
A força geral desta seção reside tanto numa eficiente identificação dos riscos e oportunidades bem como conectá-los adequadamente aos processos definidos na cláusula 4 – Contexto da organização.
O planejamento do SSO deve considerar a hierarquia dos controles para eliminação dos perigos e redução dos riscos.
Segundo estatísticas das Certificadoras, esta seção é campeã em não conformidades encontradas na auditorias, então muito cuidado e atenção deve ser dada a esta seção da ISO 45001.

Suporte
Esta seção da ISO 45001 reúne todas as áreas relacionadas aos aspectos pessoas, locais e procedimentos cobrindo:

  • Recursos;
  • Competência;
  • Conscientização;
  • Comunicação, e;
  • Informação documentada.

Operação
Nesta seção, a ISO 45001 concentra o controle operacional e o planejamento para emergências.
As estatísticas das Certificadoras demonstram que esta é a 2ª seção com mais não conformidades

Avaliação de desempenho
A avaliação de desempenho na ISO 45001 engloba:

  • Avaliar a conformidade real com a faixa de requisitos aplicáveis à empresa;
  • Auditorias internas, e;
  • Revisão da gestão.

Esta seção da ISO 45001 é a 3ª em maior incidência de não conformidades segundo estatísticas das Certificadoras.

Melhoria contínua
Esta seção da ISO 45001 resume o objetivo maior de um sistema SSO, melhorar continuamente a conformidade, adequação e efetividade do sistema de gestão SSO para melhorar o desempenho das pessoas e da organização.

Gostaria de mais informações sobre a Consultoria ISO 45001

Certificação ISO 45001

A ISO 45001 foi definida para substituir a norma atual OHSAS 18001 de Segurança e Saúde Ocupacional. Após o lançamento da ISO 45001, as organizações que detêm uma certificação OHSAS terão um prazo de três anos para migrar para a ISO 45001 para manter a validade de sua certificação, após esse intervalo a OHSAS 18001 será retirada.

BENEFÍCIOS

NORMA ISO 45001

1

Fornece uma estrutura para melhorar a medição, o monitoramento e a eficácia dos processos construtivos;

2

Capacita as organizações a uma gestão consistente da segurança;

3

Estrutura oportunidades para aumentar a segurança nas organizações;

4

Melhora a comunicação e interfaces entre os processos;

5

Estrutura o sistema de gestão da segurança segundo uma norma reconhecida a nível mundial.

Benefícios da Certificação ISO 45001

1

Valida que a organização possui um sistema de gestão da segurança reconhecido a nível mundial;

2

Demostra o compromisso com a segurança das pessoas que trabalham para a organização;

3

Viabiliza obter contratos com clientes que exigem a certificação;

4

Melhora a visibilidade no mercado.

A Diretoria da sua empresa Construtora decidiu finalmente implementar a ISO 45001 e você foi designado para selecionar uma Consultoria ISO 45001?

Mas, ...

Como selecionar uma Consultoria ISO 45001?
Como “funciona” uma consultoria ISO 45001?
Estas e muitas outras perguntas podem estar passando na sua mente diante do encargo recebido.

Nós concordamos que um uma Consultoria ISO 45001, pode fazer muitos “estragos” na sua empresa Construtora, desde não se certificar a até ter um altíssimo custo para sua obtenção e manutenção da certificação da ISO 45001. O mais comum de todos.

Nós fazemos diferente, pois aprendemos a fazer:
Saúde e Segurança desde:

  • Perícias de Insalubridade e Periculosidade para o TRT-4;
  • Pequenos Ateliês fornecedores de roupas para marcas mundiais como Adidas e Nike;
  • Empreiteiras fornecedoras de serviço para a Petrobrás, até;
  • Empresas de renome mundial como a Votorantim Metais.

Hoje cada um de nossos consultores possuem  mais de 7.500h de Consultoria e mais que 7.500 h de Auditoria em empresas dos mais variados portes e ramos.

A implantação da ISO 45001:2018, Sistemas de gestão de segurança e saúde ocupacional, precisa levar em conta três partes interessadas relevantes, e que devem ser atendidas:

  1. A pessoa que decidiu pela implementação, e precisa do Certificado ISO ISO 45001;
  2. A pessoa que influenciou a contratação de determinada Consultoria ISO 45001, espera que sua decisão não tenha sido equivocada e que “apareça” na empresa, e;
  3. A própria empresa que precisa ter um retorno do capital investido com a Consultoria e a Certificadora.

É este conhecimento e experiência que temos para oferecer, sob o Método K!

Entre em contato!

Consultoria ISO 45001

O pulo do gato!

Conta a parábola que a raposa tentou por várias vezes apanhar o gato, mas quando avançava sobre ele, o gato sempre escapava com um salto espetacular deixando a raposa com mais fome e mais admiração pela beleza dos seus saltos.

A raposa então mudou de tática. Falou para o gato que os caçadores da floresta estavam no seu encalço para fazer um casaco de pele para o inverno que se aproximava, e pediu que o gato lhe ensinasse como saltar para fugir dos caçadores.

O gato concordou e passou vários dias ensinando e corrigindo a raposa de como escapar dos caçadores.

Após vários dias de treinamento o gato concluiu e disse à raposa que já tinha lhe ensinado tudo.

A raposa ainda cautelosa, confirmou se gato tinha mesmo lhe ensinado tudo e esta confirmou; Sim, raposa já te ensinei todos meus saltos, pode ficar tranquilo que você vai conseguir escapar dos caçadores.

Mas a raposa tinha outros planos com o gato!

Aproveitando um momento de aparente distração do gato, imaginou que seria um belo almoço e saltou sobre ele – Eis que o gato num salto incrível, o mais espetacular de todos, saltou para o galho de uma árvore próxima e escapou da raposa.

A raposa assustada e admirada, falou: “Este salto você não me ensinou” .O gato respondeu: “Este é o meu pulo para situações muito especiais que guardo só para mim.”

A parábola ficou então conhecida como o “pulo-do-gato” para ilustrar resultados especiais que se consegue com um bom trabalho.

Nós propomos lhe ensinar o que aprendemos  em Sistemas de Gestão e que fará com que você  influencie as decisões e a se “destacar” na sua empresa.

Benefícios da Consultoria ISO 45001

História da implantação da norma ISO 45001 em um dos nossos clientes. O cliente obteve além da certificação no ISO 45001 o seguinte:

  • Aumento do número de Contratos junto ao seu principal cliente, e;
  • Adequação legal dos seus encargos junto ao INSS.

Mas não são somente números para a empresa que foram obtidos, a pessoa que coordenou internamente os trabalhos, também foi promovida e teve aumento de salário  que não constam no gráfico.

Este é um exemplo típico dos vários trabalhos que já fizemos aplicando o Método K. Oferecemos também a você, pessoa que decide

ou está encarregada em selecionar uma Consultoria ISO 45001  tenha sucesso na sua escolha e seja reconhecido e promovido.

Gostaria de perguntar algo?
Entre em contato!

Preencha seus dados e nós entraremos em contato com as informações que você precisa.

Entre em contato conosco através do formulário abaixo, ou telefone 51 9 9985 9473 | 51 9 9961 2192 | 51 3347 7819 e email contato@konrad.com.br

Como implantar a ISO 45001 com o Método K

O Método K insere a norma ISO 45001 nos processos da empresa Transportadora.

O Método K está baseado no fato de que se a empresa está no mercado, tem um sistema da Saúde e Segurança Ocupacional implantado.

O seu sistema pode não estar tão estruturado como a normaa ISO 45001 exige em alguns pontos, não ter algum item de avaliação ou até exceder a própria ISO 45001 em outros pontos! O Método K reconhece o que já está implantado, o que precisa de algum complemento ou necessita de uma implantação total.

O Método K para implantação da ISO 45001, tem 3 características:

1

Adapta a ISO 45001 à empresa integrando seus itens no dia-a-dia dos processos. “Não é tamanho único”;

2

Utiliza os itens já implantados na empresa para atender a ISO 45001;

3

Melhora os processos para atender a ISO 45001.

Como consequência:

1

Não acrescenta custos de manutenção após a certificação, e;

2

Não implanta um sistema paralelo ao dia-a-dia da empresa.

O Método K está validado em certificações desde 1993!

O que é o Método K?

O Método K é uma maneira de implantar a ISO 45001 na sua empresa e não o contrário, adaptar a sua empresa à ISO 45001.

O Método K utiliza o PDCA e atendendo especificamente as Seções da ABNT NBR ISO 45001:2018.

O Método K não é uma implementação do tipo “implante a ISO 45001 escrevendo tudo o que você faz e faça tudo o que está escrito”.

Se você fizer uma implantação do tipo descrevendo tudo o que é feito e que deve ser seguido, o seu Sistema de Gestão da Saúde e Segurança Ocupacional se tornará um “elefante branco”, tal a quantidade de papel e documentos que serão gerados e sem a garantia de atender aos requisitos da ISO 45001.

Por outro lado, se você fizer uma implantação buscando atender às seções e requisitos da norma ISO 45001 e adaptando-os para sua empresa através do
Método K, você implantará uma ISO 45001, tipo “borboleta branca”, com apenas alguns documentos-base, e com muito mais segurança de aderência ao Sistema de Gestão da Segurança e Saúde Ocupacional expresso na ISO 45001, isto é, uma implantação objetiva, enxuta e adaptada à realidade da sua empresa.

As etapas do Método K seguem o PDCA e são em número de 6:

1

Diagnóstico inicial considerando a norma ISO 45001, os processos e o sistema de trabalho da sua empresa, seguido de uma apresentação em gráfico farol do grau de atendimento a ISO 45001 e um correspondente Plano de Ação;

2

Desenvolvimento de Consultoria para inserir a ISO 45001 nos processos da empresa;

3

Desenvolvimento de Assessoria nas Normas Regulamentares, NR`s;

4

Desenvolvimento dos treinamentos;

5

Condução da Auditoria Interna, e;

6

Análise Crítica da Direção.

Gostaria de mais informações sobre a Consultoria ISO 45001

BENEFÍCIOS

CONSULTORIA MÉTODO K
1

Experiência em Consultoria, Treinamento e Auditoria desde 1993;

2

Adaptação prática da ISO 45001 aos processos da empresa;

3

Experiência de como obter resultados, além da certificação;

4

Experiência de como melhorar a eficiência dos processos.

Planejamento para Identificação dos Perigos e Avaliação dos Riscos para Segurança e Saúde Ocupacional & Planos de Gestão da SSO

Download Aqui

O que é o FAP – Fator Acidentário Previdenciário?

O Fator Acidentário de Prevenção – FAP é um multiplicador, atualmente calculado por estabelecimento, que varia de 0,5000 a 2,0000, a ser aplicado sobre as alíquotas de 1%, 2% ou 3% da tarifação coletiva por subclasse econômica, incidentes sobre a folha de salários das empresas para custear aposentadorias especiais e benefícios decorrentes de acidentes de trabalho. O FAP varia anualmente. É calculado sempre sobre os dois últimos anos de todo o histórico de acidentalidade e de registros acidentários da Previdência Social.

Pela metodologia do FAP, as empresas que registrarem maior número de acidentes ou doenças ocupacionais, pagam mais. Por outro lado, o Fator Acidentário de Prevenção – FAP aumenta a bonificação das empresas que registram acidentalidade menor. No caso de nenhum evento de acidente de trabalho, a empresa é bonificada com a redução de 50% da alíquota.

  • Legislação e atos normativos sobre o Fator Acidentário de Prevenção
  • Lei 10.666 de 8 de maio de 2003
  • Decreto 6.042 de 12 de fevereiro de 2007
  • Decreto 6.577 de 25 de setembro de 2008
  • Decreto 6.957 de 9 de setembro de 2009
  • Decreto 7.126 de 3 de março de 2010
  • Resolução CNPS 1.308 e 1.309, respectivamente de 27 de maio e 24 de junho de 2009
  • Resolução CNPS 1.316 de 31 de maio de 2010
  • Resolução CNPS 1.327 de 24 de setembro de 2015
  • Resolução CNP 1.329 de 25 de abril de 2017
  • Resolução CNP 1.335 de 18 de dezembro de 2017
  • Portaria Interministerial 254 de 24 de setembro de 2009
  • Portaria Interministerial 329 de 10 de dezembro de 2009
  • Portaria Interministerial 451 de 23 de setembro de 2010
  • Portaria Interministerial 579 de 23 de setembro de 2011
  • Portaria Interministerial 424 de 24 de setembro de 2012
  • Portaria Interministerial 413 de 24 de setembro de 2013
  • Portaria Interministerial 438 de 22 de setembro de 2014
  • Portaria Interministerial 432 de 29 de setembro de 2015
  • Portaria Ministerial 390 de 29 de setembro de 2016
  • Portaria Ministerial 420 de 27  de setembro de 2017
  • Ato Declaratório Executivo SRFB Nº 3 de 18 de janeiro de 2010

Qual é a diferença entre SSO – Saúde e Segurança Ocupacional e SST – Saúde e Segurança no Trabalho?

SSO é mais amplo do que SST, SSO abrange por exemplo as condições de saúde orgânica e mental dos trabalhadores, já a SST se preocupa com as lesões físicas nos trabalhadores.

Qual a diferença entre acidente e incidente?

Incidente é um quase acidente, é um desvio de procedimento – Veja a figura abaixo como ilustração entre acidente e incidente.

Triângulo de Birck

Consultoria ISO 45001

O triangulo de Birck ilustra que estatisticamente a cada 300 incidentes sem lesão ocorre 1 acidente com lesão.
Esta constatação vem do fato de que um acidente nunca ocorre por uma única causa, não é um fato isolado.

As causas de um incidente e acidente são:

  • Personalidade do trabalhador.
  • Falha humana no exercício do trabalho.
  • Prática de atos inseguros.
  • Condições inseguras no local de trabalho.
  • Más condições alimentares.
  • Doenças.
  • Medicamentos que alteram a percepção.
  • Uso de drogas lícitas ou ilícitas.
  • Mal estar físico ou emocional.
  • Pressão excessiva.
  • Jornadas de trabalho excessivas.
  • Falta de atenção.
  • Problemas de treinamento.
  • Condições ambientais adversas.
  • Más condições de trabalho.

Qual a diferença entre perigo e risco?

Perigo é a fonte, e risco é a probabilidade do perigo afetar a(s) pessoa(s).
Por exemplo, um cabo energizado caído numa via pública é um perigo e há um risco de alguma pessoa ser eletrocutada.

O controle dos perigos deve levar em conta a redução dos riscos de acordo com a seguinte hierarquia:

  • Eliminação;
  • Substituição;
  • Controles d engenharia;
  • Sinalização, alertas e/ou controles administrativos;

Equipamentos de proteção individual (EPI’s).

Gostaria de perguntar algo?
Entre em contato!

Preencha seus dados e nós entraremos em contato com as informações que você precisa.

Entre em contato conosco através do formulário abaixo, ou telefone 51 9 9985 9473 | 51 9 9961 2192 | 51 3347 7819 e email contato@konrad.com.br

Deixe aqui suas dúvidas, críticas e comentários:

A Konrad ganhou a confiança de Clientes de todos os tamanhos.